1) “Não venha roubar minha solidão, se não tiver algo mais valioso para oferecer em troca.”

2) “A minha humanidade é uma permanente auto-superação. – Preciso, porém, da solidão, quero dizer, da cura, do retorno a mim, do sopro de uma brisa solta e que suavemente se agita…”

3) “Foge para tua solidão. Vivias próximo demais dos pequenos e mesquinhos. Foge de sua vingança invisível! Contra ti, só procuram vingança. Não levantes mais o braço contra eles! São inumeráveis e teu destino não é ser espanta-moscas!”

Publicidade - OTZAds

4) “Escolhei a boa solidão, a solidão livre, a que vos permite seguir sendo bons em qualquer sentido.”

5) “Na solidão, o solitário devora a si mesmo; na multidão devoram-no inúmeros. Então escolhe.”

Publicidade - OTZAds

6) “Queres marchar, meu irmão, à solidão? Queres buscar o caminho que leva a ti mesmo? Detém-te um pouco e escuta-me. “Aquele que busca, facilmente se perde a si mesmo. Todo ir-se à solidão é culpa”: assim fala o rebanho. E tu formaste parte do rebanho durante muito tempo. A voz do rebanho continuará ressonando dentro de ti. E quando disseres “eu já não tenho a mesma consciência que vós”, isso será um lamento e uma dor.”

7) “Quem sabe respirar o ar dos meus escritos sabe que é um ar das alturas, uma atmosfera forte. É preciso estar preparado para as alturas, de outro modo o perigo de aí enregelar não é pequeno. Próximo está o gelo, atroz é a solidão – mas como todas as coisas repousam tranquilas na luz! Como livremente se respira! Quantas coisas se sentem abaixo de si! – A filosofia, como até aqui a entendi e vivi, é a vida voluntária no meio do gelo e nas altas montanhas – a procura de tudo o que é estranho e problemático na existência, de tudo o que até agora foi banido pela moral.”

Enxertos de Ecce Homo e outras obras de Nietzsche.

Mais sobre a filosofia de Nietzsche.

Publicidade - OTZAds

por Rafael Jordão.